O guia da consumidora pão dura

Para verdadeira pechincheira, ser chamada de pão dura ou mão de vaca é um elogio. E se você é essa pessoa ou pretende ser, criamos esse guia de como economizar comprando roupas:


1. Combine com o que você já tem. Dar aquela olhadinha no que você já tem no guarda-roupas é essencial para colocar mais coisas ali. Desta forma é possível criar novas combinações com suas roupas atuais, para dar uma cara nova a elas. Essa tática é imprescindível para as pechincheiras de plantão, porque assim você evita situações como comprar um novo vestido e ter que comprar também sapatos e uma jaqueta que combine com ele, gastando mais do que previsto.


2. Evite comprar o que você já tem. Depois de seguir a dica acima, de dar aquela olhada no guarda-roupas antes de comprar, atente-se ao que você já tem para não gastar à toa. Parece uma dica óbvia, porém é super comum que ao comprarmos roupas, escolhermos algo semelhante com o que já temos, senão a mesma peça. Sendo assim, antes de comprar, olhe bem o que já tem que não precisa ser reposto.


3. Seja adepta dos usados. Roupas usadas de fato costumam ser mais baratas. E os lugares para encontrar essas roupas de segunda mão são vários: brechós, bazares, troca com as amigas, espaços online como o Enjoei, Peguei Bode, Tradr e outras opções de troca e vendas disponíveis em páginas do Facebook.


4. Compre com tempo. Pesquisar antes de comprar é uma regra de ouro, seja ao fazer compras online ou na rua. A pressa nos leva a comprar qualquer coisa que às vezes nem precisamos. É com tempo que você consegue avaliar os preços que cada loja oferece para um produto que você quer consumir e refletir se realmente precisa fazer essa compra.


5. Pare e pense. Antes de realmente finalizar uma compra, pare e pense. Para nada ser comprado na emoção do momento, tire uma foto ou print da peça que quer levar, vá para casa, aplique a primeira dica que demos lá em cima, reflita sobre o que quer consumir e então decida se fará a compra ou não. Por mais que as fast fashions tenham nos educado para comprarmos sem freios, essa atitude não é saudável para o nosso bolso e nem para o planeta.


6. Prepare uma listinha. Listas são essenciais para te manter no controle. No mesmo formato em que fazemos listas de compras de mercado, faça também para compra de roupas. Isso te ajuda a não perder o foco do que exatamente você foi comprar. Se possível, coloque ao lado de cada item o quanto pretende gastar e então aplique a regra nº 4: compre com tempo para pesquisar o melhor preço!


7. Consuma mais roupas atemporais. Seguir tendências e estar na moda é ótimo, mas é algo que nos faz gastar dinheiro com peças passageiras. As peças atemporais são aquelas coringas, úteis para todas as estações e ocasiões. Investir nelas nunca será um dinheiro gasto à toa.


8. Seja adepta ao slow fashion. Nem sempre pagar barato em uma peça de roupa é economizar, ainda mais quando falamos de itens de fast fashion. A era em que vivemos da moda rápida é uma inimiga do nosso bolso e do meio ambiente. Consumir de marcas adeptas ao slow fashion é pagar um preço justo por um item que respeita toda cadeia da produção e que irá durar anos, e nada mais econômico do que comprar algo que terá uma longa vida útil.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rua Salatiel de Campos, 121 - São Paulo - SP 

Tel: (11) 98222-2915