Se não for pra chocar o rosa nem vem

Se você ama o rosa-choque, decore esse nome para agradecer: Elsa Schiaparelli. A estilista italiana radicada em Paris fez história por vários feitos: atrelou a moda à arte com o surrealismo, era a principal rival de Coco Chanel e, principalmente, criou o escandaloso rosa-choque!


A mente criadora

Elsa se envolveu com a moda aos 32 anos de idade, morando em Paris do século 1920. Após entrar no ateliê do estilista Paul Poreit, ela conheceu e vestiu a alta-costura. Foi ali assim que Elsa se encantou por esse universo e passou a desenhar suas roupas.


Sua primeira criação carregava todo seu conhecimento em artes plásticas, pintura e escultura. Se tratava de um pulôver tricotado a mão com uma técnica artística da pintura e arquitetura que cria uma ilusão de ótica.



A criação impressionou a crítica da época e, depois dela, Elsa fundou sua marca com o foco de roupas esportivas em tricô e cores chamativas. Em 1932 sua carreira de estilista chegou no auge, com aproximadamente 400 funcionários trabalhando em oito ateliês. Suas roupas passaram a vestir mulheres para o esporte, para cidade e também para noite, como já dizia seu slogan.


Ela faz o rosa dela

Foi 1937 que Elsa chegou na criação do rosa-choque. Depois de tantos inventos com artistas da época que representavam o surrealismo, como Salvador Dalí, com quem ela criou um vestido com estampa de lagosta, o vestido esqueleto feito com a técnica trapunto e o chapéu em forma de sapato, Elsa se sentiu inspirada a levar o surrealismo além, envolvendo cores, até chegar em um pigmento diferente do rosa.



Misturando o azul e o vermelho até chegar no magenta, ou rosa-choque, como é conhecido, Elsa apresentou sua criação na publicidade de seu perfume chamado Shocking, destacando a cor no frasco e em todo cenário. Mais tarde o tom vibrante de rosa passou a fazer parte de suas roupas e acessórios.


Quando eu cheguei aqui era tudo rosa-choque

Apesar de Elsa ter se superado como estilista, ter se jogado no surrealismo e criado o rosa-choque, o levando para conhecimento mundial, em 2018 a cor foi eleita a mais antiga do mundo.


A afirmação veio de pesquisadores da Universidade Nacional Australiana. Eles analisaram pedras do deserto do Saara com mais de 1,1 bilhão de anos e identificaram dentro delas o tom rosado vibrante.


Mas causa choque mesmo?

O rosa-choque ganhou esse nome por ser vibrante, chamativo e por realmente chocar as pessoas da época. Hoje, na moda, entende-se que as cores das roupas transmitem sempre uma mensagem e passam sensações para quem as vê.


Todos esses efeitos que as cores causam são estudados pela psicologia das cores. Se antigamente o rosa-choque realmente chocava quem o via, agora as coisas já são diferentes. Quem opta por usar essa tonalidade atualmente passa uma ideia de euforia, fantasia, alto astral, divertida e cheia de boas intenções.

11 visualizações0 comentário

Rua Salatiel de Campos, 121 - São Paulo - SP 

Tel: (11) 98222-2915